Psicomotricidade e o ensino aprendizagem


     O processo de aprendizagem é um processo complexo que envolve diversas habilidades, inclusive motoras.
     Os principais aspectos a serem considerados são o esquema corporal, lateralidade, organização espacial e estruturação temporal. Estes aspectos são imprescindíveis para um desenvolvimento saudável do processo de aprendizagem. Um esquema corporal mal constituído resulta em crianças que não coordenam bem seus movimentos, além de possuírem uma caligrafia feia e leitura inexpressiva. Quando a lateralidade de uma criança não está bem estabelecida, ela demonstra problemas de ordem espacial, não consegue distinguir seu lado dominante do outro, não compreende corretamente as noções de direita e esquerda, e apresenta dificuldades em seguir a direção gráfica da leitura e da escrita. A criança com a estruturação corporal pouco desenvolvida também pode ter comprometida a percepção temporal, pois não é capaz de perceber o antes e o depois, não consegue estimar o tempo a ser utilizado na realização de atividades.
     De um modo geral, ao pensar nos cuidados com a criança hoje, se faz necessário traçar uma linha de raciocínio sobre todos os âmbitos das crianças, como esta se desenvolve, a qual contexto ela está inserida, o quanto o ambiente externo e o ambiente escolar influenciam no desenvolvimento saudável da criança. Esse desenvolvimento diz respeito a todo crescimento motor, físico, psíquico e social da criança, e se faz necessário o entendimento de todos os âmbitos por parte do docente. Com isso um conceito que vale ser compreendido é o de ritmo motor da criança.
      O ritmo é uma qualidade fundamental existente no ser humano, porém de forma diferenciada.  Cada indivíduo possui uma característica de ritmo e uma maneira própria de manifestá-lo. O ritmo está diretamente ligado ao espaço, e a combinação de ambos e dá origem ao movimento. A  atividade motora passa por um processo de evolução. Dos movimentos simples para movimentos mais complexos.
      Os movimentos são divididos em ações involuntárias, funcionais e que se desenvolvem pela maturação dos movimentos e os básicos e fundamentais que se desenvolvem com a exploração da criança.  As atividades pré-escolares devem fundamentar-se em formas motoras básicas, desenvolvidas pela educação física, com atividades como: rastejar, engatinhar, escorregar, andar, correr, pular, rolar, chutar, entre outros.
     A psicomotricidade, hoje, se encontra-se permeada pela interdisciplinaridade,  levando-se em conta aspectos biológicos, sociais, culturais e ambientais da criança, que contribuem para a construção de seu desenvolvimento motor e intelectual. Vários teóricos contribuíram para a visão atual da Psicomotricidade, dentre estes, destacam-se Wallon, Piaget, entre outros.
     Por meio da psicomotricidade e também dos órgãos dos sentidos a criança faz descobertas e sobre si mesma e sobre o mundo a sua volta, e, por conta disto, a educação psicomotora é essencial e serve como base para a educação escolar da criança. Ela que permite às crianças situar-se num determinado espaço, por meio da lateralidade, dominar aspectos temporais, além de adquirir coordenação de seus movimentos e gestos. Quando este as atividades psicomotoras não ocorre, a criança não desenvolve muitas das habilidades necessárias para seu processo intelectivo e de aprendizagem e acaba encontrando dificuldades em sua vida escolar.

Ministéio Infantil

Livro Digital Ministério Infantil O livro digital Aborda o trabalho do educador no Ministério Infantil. É um excelente material para quem já...