Plano de Aula Semanal





    O controle das atividades do professor devem ser registradas, de maneira que venha facilitar o seu trabalho no processo de ensino. Dentre muitas atividades, tem a de planejar sua aula. Seja semanal ao diariamente. Por isso, sugerimos um plano simples, mas que pode facilitar a rotina do professor.



Para facilitar o seu dia a dia como professor, disponibilizamos o download abaixo. É só clicar e imprimir.




 Plano de Aula Semanal


Ficha de Controle das Atividades dos Alunos



    O controle das atividades dos alunos é muito importante para o professor. Elas devem ser registradas, de maneira que venha facilitar o trabalho do docente. O trabalho de  computar os instrumentos avaliativos do processo pedagógico. Dentre essas atividades estão incluídas:
       Atividades para casa (pesquisas, entrevistas, etc.) 
       Atividades em sala de aula (exercícios, resumos, etc.) 
      Mesmo que você seja um professor virtual  (aula online), isso não impedirá que você possa fazer anotações de forma física, contribuindo assim para melhor visualização e bom  andamento no controle das atividades dos alunos. Por isso uma ficha de acompanhamento ajudará o professor nessa tarefa. 










      Pensando nisso, disponibilizamos uma ficha, para que o professor possa utilizar.
      É só clicar abaixo para fazer  download e imprimir.




 Ficha de Controle das Atividades de Alunos

O que é Educação?



 educação
 
          A pedagogia é a ciência que estuda a educação (Piletti, 2010).
      Tudo que envolve a educação como um fenômeno e um processo social deve ser estudado e compreendido pela pedagogia, ou seja, o que se deve fazer para educar as pessoas, o que pode ser ensinado, como deve ser ensinado, a quem deve ser ensinado, por quem será ensinado etc.
         Portanto, ao educar estamos atuando pedagogicamente.



         A educação é um fenômeno universal.
         A educação não intencional, que é aquela que recebemos do contexto social, do meio em que vivemos e a intencional, aquela que tem objetivos e intenções definidas. Pode ser não-formal (realizada fora dos sistemas educacionais convencionais) e formal (acontece nas escolas agências de instrução).
    A educação tem um conceito amplo que pode sintetizar como modalidade  de influências  e inter-relações que vêm convergir para a formação da personalidade social e caráter.
       Dessa forma, dizemos que a educação é, portanto, um fenômeno social, pois está em tudo que a sociedade abrange.
        A pedagogia é a ciência que estuda a educação (Piletti, 2010).

     Tudo que envolve a educação como um fenômeno e um processo social deve ser estudado e compreendido pela pedagogia, ou seja, o que se deve fazer para educar as pessoas, o que pode ser ensinado, como deve ser ensinado, a quem deve ser ensinado, por quem será ensinado etc.

        Ao educar estamos atuando pedagogicamente.


       A Educação se divide em:

       Educação formal = intencional e sistemática. Ocorre nas escolas.

       Educação informal = ocorre de maneira não intencional e assistemática
em todos os lugares.


Psicomotricidade e o ensino aprendizagem


     O processo de aprendizagem é um processo complexo que envolve diversas habilidades, inclusive motoras.
     Os principais aspectos a serem considerados são o esquema corporal, lateralidade, organização espacial e estruturação temporal. Estes aspectos são imprescindíveis para um desenvolvimento saudável do processo de aprendizagem. Um esquema corporal mal constituído resulta em crianças que não coordenam bem seus movimentos, além de possuírem uma caligrafia feia e leitura inexpressiva. Quando a lateralidade de uma criança não está bem estabelecida, ela demonstra problemas de ordem espacial, não consegue distinguir seu lado dominante do outro, não compreende corretamente as noções de direita e esquerda, e apresenta dificuldades em seguir a direção gráfica da leitura e da escrita. A criança com a estruturação corporal pouco desenvolvida também pode ter comprometida a percepção temporal, pois não é capaz de perceber o antes e o depois, não consegue estimar o tempo a ser utilizado na realização de atividades.
     De um modo geral, ao pensar nos cuidados com a criança hoje, se faz necessário traçar uma linha de raciocínio sobre todos os âmbitos das crianças, como esta se desenvolve, a qual contexto ela está inserida, o quanto o ambiente externo e o ambiente escolar influenciam no desenvolvimento saudável da criança. Esse desenvolvimento diz respeito a todo crescimento motor, físico, psíquico e social da criança, e se faz necessário o entendimento de todos os âmbitos por parte do docente. Com isso um conceito que vale ser compreendido é o de ritmo motor da criança.
      O ritmo é uma qualidade fundamental existente no ser humano, porém de forma diferenciada.  Cada indivíduo possui uma característica de ritmo e uma maneira própria de manifestá-lo. O ritmo está diretamente ligado ao espaço, e a combinação de ambos e dá origem ao movimento. A  atividade motora passa por um processo de evolução. Dos movimentos simples para movimentos mais complexos.
      Os movimentos são divididos em ações involuntárias, funcionais e que se desenvolvem pela maturação dos movimentos e os básicos e fundamentais que se desenvolvem com a exploração da criança.  As atividades pré-escolares devem fundamentar-se em formas motoras básicas, desenvolvidas pela educação física, com atividades como: rastejar, engatinhar, escorregar, andar, correr, pular, rolar, chutar, entre outros.
     A psicomotricidade, hoje, se encontra-se permeada pela interdisciplinaridade,  levando-se em conta aspectos biológicos, sociais, culturais e ambientais da criança, que contribuem para a construção de seu desenvolvimento motor e intelectual. Vários teóricos contribuíram para a visão atual da Psicomotricidade, dentre estes, destacam-se Wallon, Piaget, entre outros.
     Por meio da psicomotricidade e também dos órgãos dos sentidos a criança faz descobertas e sobre si mesma e sobre o mundo a sua volta, e, por conta disto, a educação psicomotora é essencial e serve como base para a educação escolar da criança. Ela que permite às crianças situar-se num determinado espaço, por meio da lateralidade, dominar aspectos temporais, além de adquirir coordenação de seus movimentos e gestos. Quando este as atividades psicomotoras não ocorre, a criança não desenvolve muitas das habilidades necessárias para seu processo intelectivo e de aprendizagem e acaba encontrando dificuldades em sua vida escolar.

Significado da Didática


1. DIFERENTES CONCEPÇÕES DE DIDÁTICA


A) Ensinar, instruir, fazer aprender;
B) A arte de ensinar tudo a todos
C) Busca de alternativas para prática pedagógica
D) A Didática é o estudo das teorias de ensino e de aprendizagem aplicadas ao processo educativo que se realiza na escola, bem como dos resultados obtidos.

2. A DIDÁTICA SE PREOCUPA:
Como o aluno aprende; Como é a atividade do professor em aula; Como o professor ajuda os alunos a aprender; Como organizar a aula; Como fazer um processo de avaliação, etc....

 3. O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM
Realiza-se através do relacionamento entre aluno e professor, aluno e aluno, professor e professor; A aprendizagem é um processo intencional, isto é, orientado por objetivos a serem alcançados por seus participantes.


 4. A CONTRIBUIÇÃO DA DIDÁTICA
Colocando ao alcance do professor as pesquisas e os conhecimentos produzidos; Incentivando os professores a pesquisarem a novidade que afeta a sua prática; Fazendo com que os alunos se interesse pela matéria e aprendam.


O Conceito de Didática

 O conceito de didática


O vocábulo “Didática” surgiu do grego Τεχνή διδακτική (techné didaktiké), que se traduz por “arte” ou “técnica de ensinar”.

A Didática é a parte da Pedagogia que utiliza estratégias de ensino destinadas a colocar em prática as diretrizes da teoria pedagógica, do ensino e da aprendizagem.

DIDÁTICA
Essa palavra passa a ter um valor mais significativo para quem está do outro lado da docência: o discente.

A Didática, para desempenhar papel significativo na formação do
educador, não poderá reduzir-se somente ao ensino de técnicas pelas
quais se deseja desenvolver um processo de ensino-aprendizagem.




BUSCANDO O SIGNIFICADO DA DIDÁTICA 

1. DIFERENTES CONCEPÇÕES DE DIDÁTICA


A) Ensinar, instruir, fazer aprender;
B) A arte de ensinar tudo a todos
C) Busca de alternativas para prática pedagógica
D) A Didática é o estudo das teorias de ensino e de aprendizagem aplicadas ao processo educativo que se realiza na escola, bem como dos resultados obtidos.

2. A DIDÁTICA SE PREOCUPA:
Como o aluno aprende; Como é a atividade do professor em aula; Como o professor ajuda os alunos a aprender; Como organizar a aula; Como fazer um processo de avaliação, etc....

 3. O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM
Realiza-se através do relacionamento entre aluno e professor, aluno e aluno, professor e professor; A aprendizagem é um processo intencional, isto é, orientado por objetivos a serem alcançados por seus participantes.

 4. A CONTRIBUIÇÃO DA DIDÁTICA

Colocando ao alcance do professor as pesquisas e os conhecimentos produzidos; Incentivando os professores a pesquisarem a novidade que afeta a sua prática; Fazendo com que os alunos se interesse pela matéria e aprendam.


 A Didática é a parte da pedagogia que se ocupa dos métodos e técnicas de ensino destinados a colocar em prática as diretrizes da teoria pedagógica. A didática estuda os processos de ensino e aprendizagem. O educador Jan Amos Komenský, mais conhecido por Comenius, é reconhecido como o pai da Didática Moderna e um dos maiores educadores do século XVII.
Os elementos da ação didática são: o professor, o aluno, a disciplina (matéria ou conteúdo; o contexto da aprendizagem
Pedagogia e Didática
 A didática é o principal ramo da Pedagogia que investiga os fundamentos, as condições e os modos de realizar a educação mediante o ensino.
 À didática cabe: Converter objetivos sociopolíticos e pedagógicos em objetivos de ensino; Selecionar conteúdos e métodos em função dos objetivos de ensino;
Estabelecer os vínculos entre ensino e aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das capacidades dos alunos.

A didática se divide em:

Didática geral – estuda os princípios, as normas e as técnicas que devem regular qualquer tipo de ensino, para qualquer tipo de aluno. Ela nos dá uma visão geral da atividade docente.
Didática especial – estuda os aspectos científicos de uma determinada disciplina ou faixa de escolaridade. Analisa os problemas e as dificuldades que o ensino de cada disciplina apresenta e organiza os meios e as sugestões para resolvê-los. Assim, temos as didáticas especiais das línguas (inglês, espanhol etc.), as didáticas especiais das ciências (física, química etc.). 

Curso "A Didática e o Ensino Aprendizagem"

Curso Didática e o Ensino Aprendizagem, na plataforma Udemy, uma plataforma de cursos online. É um curso voltado para quem ensina em dif...